• danytozetti

Gerir pessoas: e a semelhança com autogerir-se

Atualizado: há 2 dias


Quero compartilhar com vocês um pouco da minha experiência relacionada à gestão de pessoas e fazer uma interface entre essa experiência e o atual momento que estou vivendo, que diz respeito à gestão da minha carreira.


Buscando o conceito, Chiavenato nos diz: “gestão de pessoas é o conjunto de políticas e práticas necessárias para conduzir os aspectos da posição gerencial relacionados com as pessoas ou recursos humanos...” Há pontos que devem estar conectados: agregar, recompensar, desenvolver, monitorar, manter, aplicar.


Dentro das organizações, somos cobrados a não perder de vista as diretrizes, as metas, os relatórios, os objetivos empresariais. Sim, isso faz parte. Mas não é possível “ser” psicólogo atuando no RH? Atuar como analista nos priva do olhar da psicologia?


Nos mais de 16 anos atuando com gestão de pessoas, a relação gestão e pessoas sempre foi uma premissa. Ter uma visão analítica que possa agregar valor para cada indivíduo e, consequentemente, para a organização, recompensar para valorizar e motivar, desenvolver ações com viés no investimento em cada sujeito, criar ferramentas de monitoramento para manutenção dos processos, aplicar práticas voltadas ao capital humano, acolher as demandas individuais, o que reverbera no coletivo.


Podemos atuar com gestão de pessoas e sermos agregadores nos processos estabelecidos, sem perder a nossa essência profissional. Às vezes me sentia muito cobrada, estafada. Mas analisar os resultados, receber o feedback da diferença que fiz para vida profissional e até pessoal das pessoas, sempre foi uma recompensa.


Há muito aprendizado, há muita construção quando lidamos com pessoas, sejam aquelas hierarquicamente acima de nós, sejam aquelas remetidas a nós, sejam os nossos pares, sejam aquelas que só vemos em algumas situações. O importante é valorizar as potencialidades de cada um e respeitar os pontos a desenvolver de cada um.


Atualmente, me deparo com o #panorama de gerir a minha carreira. Quando somos acadêmicos temos o endosso da #faculdade, #universidade, quando estamos vinculados a uma #empresa temos o endosso institucional. Mas e quando formamos? E quando temos que direcionar a nossa carreira por conta própria?


Tantas são as instâncias da nossa vida que exigem gestão. Somos convocados a gerir o tempo, as escolhas, as relações, a carreira. Gerir é uma necessidade.


É importante olhar para dentro de si e perceber o que, de fato, traz satisfação. Profissionais de psicologia podem atuar em áreas tão diversas, podem fazer atividades simultâneas, agregando valores para si e para o outro.


Mesmo com tanto tempo de #experiência profissional, também me deparo com dúvidas. Afinal, sou humana. Mas percebo que traçar um foco, se apropriar do nosso saber, investir, apostar e acreditar em nós mesmos é fundamental. Penso que daí vem o começo, o recomeço de uma trajetória.


Gerir pessoas é desafiador e gerir cada um de nós também. Por isso, comece analisando:


  • Qual é a minha “praia”?

  • Quais são as minhas potencialidades?

  • O que, de fato, me motiva?

  • Onde quero chegar?


Vamos construir a melhor versão de nós mesmos e gerir isso, continuamente!


0 visualização

E-mail: contato@actusprofissional.com.br

Whatsapp: 27 99997-7750

Endereço: Rua Castelo Branco, n°680, Praia da Costa, Vila Velha.

CNPJ 04.082.372/0001-65

Criado por Organika Mídias - 2019

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone